terça-feira, 3 de maio de 2011

A gente se encontra no meio do caminho


É sempre assim, eu luto durante dias querendo provar para mim mesma que se você seguiu em frente, não tem lógica eu ficar parada esperando você voltar. Fico me lembrando a cada segundo, logo depois de pensar em você, que eu tenho que te esquecer e que existem outros garotos por ai que valem realmente a pena se apaixonar. Logo você, que fez tanta questão de ser mais um, fez questão de deixar passar esse amor, por que mesmo eu ainda insisto tanto em gostar de ti? Já que é pra ser só mais um, no meio de tantos, ótimo. Que venha o próximo. É ruim pensar assim, mas é necessário. Então eu trato de guardar tudo o que eu sinto relacionado a você. Evito ouvir seu nome, evito te ver ou saber qualquer coisa sobre você. E assim eu vou seguindo, passo dias tentando finalmente te esquecer. E quer saber? Eu quase consigo. Quase. Toda vez que começo a pensar em sair novamente, conhecer pessoas novas e, quem sabe, até me apaixonar novamente, você aparece.
Basta um “oi” e pronto. Adeus pessoas novas e futura paixão. Fica pra próxima. Por que eu e minha mania de transformar coisas bestas em algo totalmente grandioso e bem distante do que realmente é, fazemos o favor de ressuscitar tudo que eu matei durante dias de luta. Incrível minha capacidade de criar esperanças com uma só palavra sua. E ai vai tudo pelo ralo, eu desisto de te esquecer e a esperança dentro de mim ganha forças. Imagino o que tem por trás daquilo que você diz, mesmo que você não diga nada e mesmo que não tenha nada subentendido. É a arte de se auto iludir com coisas mínimas que eu domino como ninguém.
 E contrariando todas as lógicas, você volta. Não importa o tamanho da tristeza que sua ida e ausência me proporcionem, você sempre volta pra me lembrar que eu ainda posso ser feliz mesmo com esse restinho de você que ainda sobrevive dentro de mim. O problema vem depois. Por que você nunca fica muito tempo e as minhas ilusões, que são sempre a longo prazo, nunca se concretizam. E você me deixa sozinha novamente, entro em abstinência e sofro, sofro como ninguém. Até que resolvo deixar tudo isso pra trás, seguir em frente, conhecer gente nova. E o que acontece? Eu sempre me esbarro com você voltando no meio do caminho.


4 comentários:

Vitóriα Lisboα. disse...

awwn lindo amiga, *-*. "É a arte de se auto iludir com coisas mínimas que eu domino como ninguém." - VOCÊ É FODA MANUELE MOTA, kk . s2

Tais Amaral ზ disse...

Oii *-* , tem um selinho pra você no meu blog : http://infinitygirl.blogspot.com/2011/05/selinho.html
( merecido néh !

Bárbara Izabella disse...

Sempre quando algo vai dando certo essa pessoa tem que reaparecer e despertar um sentimento que ainda esta vivo dentro da gente. Isso é muito froid cara ! Mas os dias passam e nós continuamos a nossa luta de dias melhores chegarem.

Priscila Daiana disse...

Adorei teu blog. Seguindo. Segue de volta? http://pensamentosoltoo.blogspot.com


Sucesso!

Postar um comentário